sábado, abril 14, 2007

DE 17 A 19 DE AGOSTO - Festival “AZURE” une música e natureza

Este ano, além do local o festival surge com novo nome. “Festival Azure” foi a denominação que a organização, a “9xRock=Açores”, adoptou para a realização de três dias de música, nos dias 17, 18, e 19 de Agosto, no interior da ilha Terceira.

Texto - Humberta Augusto


A iniciativa vai decorrer na zona de lazer de São Brás e nela pretende-se repetir-se a fórmula dos grandes festivais de Verão do país.

Isso mesmo é que esperam os promotores do evento, Miguel Linhares, Paulo Sousa e Bruno Moniz.

O “Azure” surge no seguimento do “Festival Abismo” realizado no ano passado no parque de campismo dos Biscoitos. Isto porque o projecto foi, aponta a organização, pensado “a longo prazo”.

A ideia, apontam, é o “contacto com a natureza”.“A zona de lazer de São Brás possui condições óptimas para a logística do festival e para o contacto com a natureza”, acrescem, “este é o modelo que pretendemos para o festival”.


Mundo “Azur”


“Criar um mundo à parte e dar hipótese às pessoas de mudar de ambiente, centrado na natureza para apreciar música é o nosso objectivo”, esclarecem.

Assim, o campismo e o espectáculo musical são as variantes que se vão renovar num festival que vai buscar o seu nome à história e à cultura.

Significando azul em italiano, “Azure” é também uma palavra que remonta à época dos descobrimentos dos Açores em que “a penumbra do céu e o azul do mar se confundiam” e que para alguns historiadores acabaram por dar o nome de baptismo às ilhas. Para os organizadores, este é sobretudo um “nome cultural”, que quer distinguir e projectar tanto nas ilhas, como fora delas, o festival.

A expectativa é de preencher o recinto com 5 a 6 mil pessoas numa “altura excelente”, logo a seguir às festas da Praia da Vitória, altura em que a época alta de turismo traz mais visitantes, além da permanência dos locais. Esta foi uma das preocupações da organização, uma vez que, na edição de 2006 realizada em Setembro, a maioria da população estudantil já havia se deslocado para o exterior da ilha.


Festival “verde”


As preocupações ambientais estão no centro da temática do “Festival Azure”. É por isso que “A Reciclagem e a Reutilização de Materiais” vão dar mote às diferentes iniciativas que se prevêem para o evento.

Neste capítulo, o ex-libris do “Azure” vai estar na criação de barracas totalmente edificadas com garrafas de plástico de 1,5 l, nas quais a organização vai montar o seu espaço de venda de ingressos e marketing do festival.

Ao todo, serão precisas 15 mil garrafas para cada uma destas barracas de plástico, explicam, daí a necessidade e a pertinência que a organização teve em envolver a comunidade neste projecto de reciclagem e reaproveitamento de materiais. Para já, já estão convidadas todas as escolas da ilha Terceira na angariação das garrafas de plástico, tendo já uma empresa local fornecido quatro mil embalagens. A mobilização passa também, apontam, pela abertura à participação de qualquer associação ambiental, associação, ecotecas, entre outros, no festival.

“Gostaríamos que fosse feita uma campanha de sensibilização no local por várias entidades ligadas ao sector”.


Música e animação


Apesar de ainda não poderem anunciar os cabeças-de-cartaz do “Azure”, fica a garantia desde já da presença de duas bandas de renome nacional, uma dos E.U.A., uma de São Miguel, três artistas locais e oito DJ´s regionais e nacionais, que se vão dividir entre um palco principal e outro secundário.

À semelhança do formato do “Abismo 2006”, a animação vai ser constante, com workshops, acções de formação, pinturas corporais, arte circense, massagens, tarot, tererés e vendas ambulantes.

O sistema de pulseiras vai voltar a ser usado no controle das entradas, estando ainda por apurar o preço dos ingressos que deverão estar à venda no mês de Junho. A organização deixa antever que, em princípio, o festival vai encetar uma parceria com a tutela da Juventude para usufruir de um desconto nos bilhetes para quem possua o passe “Interjovem”, no transporte marítimo de passageiros inter-ilhase para se deslocar ao “Azure”.

Para já, o festival conta com o apoio da Junta de Freguesia de São Brás, estando a aguardar a colaboração da Câmara Municipal da Praia da Vitória e da direcção regional da Juventude, além de empresas privadas.

2 comentários:

Lino disse...

...e que seja um sucesso!
Abraço, linovsky

Anónimo disse...

http://www.myspace.com/festivais.pt